Notícia

14 de Maio, 2014

O Laicato na Igreja

A Igreja é uma assembleia de batizados. Nela a grande maioria dos seus membros são os cristãos leigos e leigas. No passado o leigo era definido de uma forma negativa, pois era visto como aquele que não era. Não era padre, ou não era consagrado. Hoje ele é visto de forma positiva. Ele é o fiel batizado, o discípulo missionário de Jesus. Não é alguém a ser conquistado, mas membro vivo de uma comunidade de fé. Essa comunidade missionária formada pelos fiéis deve acender a luz da fé lá no interior dos corações onde as trevas precisam ser dissipadas.

Nós, Bispos do Brasil, queremos entregar à Igreja um texto de estudo sobre laicato. A preparação deste texto é um tema prioritário em nossa assembleia. Este estudo está sendo esperando com ansiedade por muitas pessoas. Espera-se que este estudo venha futuramente se tornar documento.

A Igreja se abre de esperança em esperança para que todos se sintam seus membros vivos e ajudem a construir uma sociedade amorosa onde Deus está presente.

Espera-se que Conselhos de Leigos sejam formados nas Dioceses e estejam integrados ao Conselho Nacional de Leigos. Muitas ações os leigos podem fazer. Já foi percebido que uma Igreja eivada de clericalismo tende a se encolher. A partir do leigo Jesus queremos viver e ser Igreja. Ele instituiu a sua Igreja e vocacionou os seus membros para agir na sociedade transformando-a na comunidade do bem. Queremos ser uma Igreja em que todos se sintam identificados e alegres por viverem a comunhão no Senhor. O que cada um é na Igreja deve contribuir para a glória de Deus.

O Laicato tem grande importância na Igreja a começar pela família. É lá junto dos pais que os filhos devem ser tocados pelas primeiras experiências de fé. Os Cristãos leigos fazem a Igreja de Cristo crescer e dar frutos. Valorizar os cristãos leigos não é gerar um distanciamento entre o ministério ordenado e a vida dos consagrados, mas é fortalecer a comunhão e sentir que neles está a base de todo crescimento. É tão belo perceber que as vocações para os ministérios ordenados e para a vida religiosa surgem no meio do laicato. Deus abençoe esta sua Igreja que cresce.

Dom Messias dos Reis Silveira
Bispo Diocesano

 

Fonte: Diocese de Uruaçu