Evangelho

06 de Março - Ano A

Mateus 7,21-27

Aleluia, aleluia, aleluia.
Eu sou a videira e vós os ramos, um fruto abundante vós haveis de dar. Ligados em mim e eu em vós, se assim vós ficardes, bem muito será! (Jo 15,5).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 7 21 "Nem todo aquele que me diz: ´Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.
22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não pregamos nós em vosso nome, e não foi em vosso nome que expulsamos os demônios e fizemos muitos milagres?
23 E, no entanto, eu lhes direi: Nunca vos conheci. Retirai-vos de mim, operários maus!´ 24 Aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática é semelhante a um homem prudente, que edificou sua casa sobre a rocha.
25 Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela, porém, não caiu, porque estava edificada na rocha.
26 Mas aquele que ouve as minhas palavras e não as põe em prática é semelhante a um homem insensato, que construiu sua casa na areia.
27 Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela caiu e grande foi a sua ruína."
Palavra da Salvação.



ComentÁrio do Evangelho

A SABEDORIA DO DISCÍPULO

O Evangelho distingue dois tipos de discípulos. O primeiro corresponde a quem se limita a invocar o nome do Senhor, sem que isto incida em sua vida concreta. O segundo diz respeito àquele que, depois de escutar a palavra do Mestre, esforça-se por pautar por ela a sua vida. Este é o verdadeiro discípulo!
Engana-se quem pretende demonstrar seu amor ao Mestre com palavras vazias, ou mesmo com ações grandiosas, mas incapazes de criar um relacionamento consiste com ele, porque, em alguns casos, se tornam motivo de orgulho e exibição. Isto acontece com os que invocam o Senhor com fé aparente, e até mesmo pregam e expulsam os demônios em nome dele. Como é possível que, no juízo final, o Mestre possa afirmar que não os conhece, chamando-os de "fazedores de iniqüidade"? A resposta é: simplesmente porque, embora falando sobre Jesus, suas vidas não estavam deveras alicerçadas nele. As palavras do Mestre tinham valor para os outros, não para quem se arvorava em pregador.
A sabedoria do discípulo do Reino consiste em pôr-se na escuta da Palavra do Mestre, e deixar-se guiar por ela. Nada além dos ensinamentos recebidos poderá demovê-lo do caminho escolhido. Por maior que seja a dificuldade ou a provação a que é submetido, o discípulo mantém-se firme, como uma casa construída sobre alicerces seguros. Professa a sua fé com a vida, e não apenas da boca para fora.

Oração
Pai, não permitas que eu professe minha fé no Senhor Jesus apenas com palavras. Seja minha vida uma expressão consumada da minha fé.

(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês).

Leitura
Deuteronômio 11,18.26-28.32
Leitura do livro do Deuteronômio.
Moisés falou ao povo, dizendo 11 18 "Gravai, pois, profundamente em vosso coração e em vossa alma estas minhas palavras; prenderas às vossas mãos como um sinal, e levaras como uma faixa frontal entre os vossos olhos.
26 Vede: proponho-vos hoje bênção ou maldição.
27 Bênção, se obedecerdes aos mandamentos do Senhor, vosso Deus, que hoje vos prescrevo.
28 Maldição, se não obedecerdes aos mandamentos do Senhor, vosso Deus, e vos apartardes do caminho que hoje vos mostro, para seguintes deuses estranhos que não conheceis. 
32 Cuidareis de praticar todos os preceitos e todas as leis que hoje vos proponho".
Palavra do Senhor.
Salmo 30/31
Senhor, eu ponho em vós a confiança:
sede uma rocha protetora para mim!


Senhor, eu ponho em vós minha esperança;
que eu não fique envergonhado eternamente!
Porque sois justo, defendei-me e libertai-me;
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

Sede uma rocha protetora para mim,
um abrigo bem seguro que me salve!
Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza;
por vossa honra, orientai-me e conduzi-me!

Mostrai serena a vossa face ao vosso servo
e salvai-me pela vossa compaixão!
Fortalecei os corações, tende coragem,
todos vós que ao Senhor vos confiais.